Ligue: (51) 3333.4140, (51) 3662.2002 ou (51) 3664.2035

Abdominoplastia

Cirurgia Plástica do Abdome

 

A abdominoplastia é indicada para corrigir os excessos e flacidez de pele que se acumulam na região abdominal, geralmente após perdas de peso (tanto por dieta e exercícios físicos como por cirurgia bariátrica) ou gestações. Não tem por objetivo o emagrecimento, mas sim dar contorno à região do abdome em pacientes que já estão dentro do peso adequado. Pode ser feita em associação com a lipoaspiração para dar refinamento aos contornos e otimizar o resultado final, quando houver indicação.
A cirurgia resulta em uma cicatriz localizada na região suprapúbica, semelhante a cicatriz de uma cesárea, que, no entanto, se estende até os limites laterais do abdome. Esta posição permite que a mesma seja coberta por roupas íntimas e trajes de banho na maioria das vezes. Outra cicatriz possível do procedimento (dependendo do excesso de pele abdominal a ser retirado) fica discretamente localizada ao redor do umbigo, sendo camuflada por seus contornos naturais.
Durante a cirurgia é feita a plicatura dos músculos reto abdominais, o que significa utilizar pontos cirúrgicos nos músculos do abdome para reforçar a parede abdominal, que geralmente perde sua tensão após variações de peso e gestações. Este procedimento contribui também para um “afinamento” da cintura.
Em pacientes que apresentaram uma grande perda de peso (geralmente após cirurgia bariátrica), com sobras excessivas de pele abdominal, utiliza-se incisões (cortes) que resultam em uma cicatriz em forma de “T invertido” ou “âncora”. Esta denominação se dá pela união da cicatriz suprapúbica (semelhante a cesárea) com uma cicatriz vertical mediana (localizada verticalmente no meio do abdome). A necessidade desta incisão é devido a grande quantidade de pele a ser retirada nestes casos.
A cirurgia é realizada em ambiente hospitalar e, na maioria das vezes, sob anestesia geral. Pode ser necessário o uso de dreno no período pós-operatório que, no entanto, é retirado em poucos dias.
A paciente é orientada a usar uma malha pós-cirúrgica modeladora no abdome por 30 dias e recomendada a permanecer em repouso domiciliar por 15 dias, com retorno gradual às atividades após esse período.